Com Ildo Teixeira

Há algumas semanas, o professor Ildo Teixeira respondeu dúvidas de seguidores da RentalMed sobre a Ozonioterapia:

Afinal, esteticistas podem aplicar a Ozonioterapia? E qual é a relação entre a Ozonioterapia e o Covid-19? O Oxy (aparelho de Ozonioterapia da Tonederm) é diferente nas versões com vácuo e sem vácuo? Por quê?

Se você ainda não viu, clica aqui embaixo e assiste o vídeo na íntegra!

Mas, talvez por se tratar de uma terapia ainda nova no Brasil – restam algumas dúvidas sobre a terapia e suas características. Agora que a gente já sabe que a estética pode fazer o uso do ozônio, o professor veio responder:

Para que usar a Ozonioterapia na estética? Quais são suas aplicações?

Sabemos que a Ozonioterapia possui vários benefícios fisiológicos (que variam de acordo com sua concentração e dosagem). Exemplos destes benefícios são: seu poder na estimulação do processo metabólico celular, na modulação na resposta inflamatória e sua capacidade de ativar o sistema imunológico.

Sendo assim, as aplicações da Ozonioterapia são para vários tratamentos estéticos, como:

#1. As terapias capilares (combate a queda, fortalece os cabelos e promove o crescimento capilar);

#2. A gordura localizada;

#3. A redução de medidas (o emagrecimento);

#4. A FEG (ou celulite);

#5. A flacidez; e

#6. O rejuvenescimento (no combate às rugas e linhas de expressão e na melhora do aspecto geral da pele).

Aplicações da ozonioterapia na estética

E aí, deu para perceber por que a terapia tem se tornado cada vez mais utilizada por profissionais no Brasil!? Ela realmente possui eficácia nas principais desordens estéticas trabalhadas nas clínicas. (Bem, e além disso, também possui um excelente custo-benefício).

Quer entender ainda mais sobre a Ozonioterapia na estética? Aqui tem um texto com tudo o que você precisa saber sobre a terapia!

Também tem dúvidas sobre assuntos relacionados à estética? Então deixa aqui nos comentários que o professor Ildo responde.

Até a próxima.  

Facebook Comments