Dicionário da estética

ÁCIDO HIALURÔNICO: É uma substância produzida naturalmente pelo corpo. Assim como o colágeno, sua concentração na pele diminui com os anos – gerando menos hidratação no local. Na estética é utilizado na forma injetável, e também pode ser encontrado em dermocosméticos e ajudam na hidratação, prevenção do envelhecimento e controle da flacidez.

ALANTOÍNA: Ativo usado em cosméticos por suas propriedades estimulantes, hidratantes e esfoliantes. Dentre seus benefícios estão o estímulo à renovação da pele, sua proteção, a minimização da aparência dos poros e a melhora na umectação da pele – evitando seu ressecamento.

ALOE VERA: Vegetal também conhecido como Babosa. É usada para tratamentos cicatrizantes, anestésicos, anti-inflamatórios e anti-térmicos, por exemplo. Na cosmetologia, é um ativo com efeitos hidratantes e anti-aging. Suas aplicações nos cabelos reduzem a oleosidade e as caspas e na pele têm efeitos como redução de rugas, erupções cutâneas e picadas de inseto.

ANAMNESE: É a entrevista que o profissional de saúde e/ou estética realiza com seu paciente no primeiro momento de sua consulta. A partir deste questionário, diagnóstico e tratamento começarão a ser delineados.

BIOTIPO: No contexto corporal, é o tipo físico dominante de uma pessoa (que pode ser ectomorfo, mesomorfo e endomorfo). A partir dele, podemos identificar a tendência de reação do corpo a exercícios e hábitos alimentares. Para defini-lo são levadas em consideração características como constituição dos ossos, massa muscular e metabolismo.

COLÁGENO: O colágeno é um tipo de proteína naturalmente produzida pelo organismo – embora em menores níveis conforme o avanço da idade. Em diferentes tipos, pode ser encontrado em locais como cartilagens, ossos e articulações. Quando na pele, é associado às qualidades de firmeza e elasticidade.

COMEDÃO: também conhecido como cravo, é uma lesão surgida na pele devido ao acúmulo de sebo (produzido pelas glândulas sebáceas) e à obstrução dos poros. Mais comum na “linha T”, pode ser gerado por fatores como poluição, alterações hormonais, excesso de oleosidade na pele e o acúmulo de maquiagem sem remoção adequada.

CRIOFREQUÊNCIA: Técnica que utiliza um resfriamento superficial na pele, combinado com o aquecimento de suas camadas mais profundas (através da radiofrequência). Pode ser usado em tratamentos para a flacidez, celulite, rejuvenescimento e gordura localizada.

CRIOLIPÓLISE: Tratamento estético usado, principalmente, na redução da gordura localizada. Com método não invasivo, utiliza-se do congelamento das células adiposas em uma temperatura de até -11ºC através de equipamentos como o Beauty Shape Duo, o I Cryo Fismatek e o CrioDermis da Medical San.

DIATERMIA: É um método terapêutico que consiste na elevação da temperatura no interior dos tecidos além do normal (cerca de 3ºC ou 4ºC acima), através da aplicação externa de um campo de alta frequência (radiação eletromagnética, corrente elétrica ou ondas ultrassônicas).

ELETRODO: Condutor usado para estabelecer contato elétrico com a parte não metálica de um circuito. Em uma carga elétrica negativa, o eletrodo pela qual ela entrará será chamado de ânodo e o eletrodo pelo qual esta carga sairá será o cátodo.

ESTÉTICA PALIATIVA: É uma das especialidades da área estética. Tem como objetivo cuidar de pacientes diagnosticados com doenças que ameaçam a vida – como doenças crônicas ou que não tem cura (como o Câncer, a AIDS e o Parkinson).

FIBRAS ELÁSTICAS: Compostas pela proteína elastina, as fibras elásticas compões o tecido conjuntivo frouxo – juntamente com as fibras colágenas e reticulares. Quando as fibras elásticas e as fibras de colágeno são rompidas, há o surgimento das estrias.

GORDURA LOCALIZADA: Acúmulo de tecido adiposo em determinadas partes do corpo como quadris, abdômen, costas, coxas e glúteos. Além de bons hábitos alimentares e exercícios físicos regulares, tratamentos estéticos também são aliados na sua eliminação. Os mais conhecidos são a criolipólise, a radiofrequência, a tecarterapia e a lipocavitação.

GORDURA VISCERAL: É o acúmulo do tecido adiposo ao redor de órgãos abdominais e vitais (como estômago, intestino, rins, coração e pulmões). Quanto maior seu ganho, maior a compressão provocada nestes órgãos – podendo ocasionar falhas de funcionamento e problemas no metabolismo. Assim, é considerada de alto risco e demanda cuidados médicos imediatos.

LIPOCAVITAÇÃO: É um procedimento estético de tipo não invasivo. Suas principais aplicações são em tratamentos como os de modelagem corporal, melhora da celulite e queima de gordura localizada. Sua ação se dá por meio da emissão de ondas sonoras que produzem calor interno atuando sobre as células adiposas do local direcionado.

LIPODISTROFIA GINOIDE: Popularmente conhecida como celulite, de forma simplificada, é um acúmulo de gordura sob a pele. Mais frequente em mulheres, especialmente em período fértil, não é considerada uma doença, mas um problema estético. Pode ocorrer em diferentes graus e seus tratamentos variam entre massagem modeladora, radiofrequência e carboxiterapia.

LIPÓLISE: Processo de mobilização das células de gordura no tecido adiposo. Em outras palavras, pode ser entendida como a “quebra de gordura”. Seu estímulo pode se dar através de exercícios físicos, uma dieta na qual se consuma menos do que o necessário para o corpo, ou em tratamentos estéticos específicos.

MANOPLAS: São os aplicadores presentes nos equipamentos de estética.

MÉTODO CET: Na Tecarterapia, é chamado de Método CET o modo capacitivo de tratamento. Este modo consiste na utilização de um elétrodo isolado (revestido) e uma placa condutora, ambos em contato direto com o corpo do paciente. Sua aplicação é direcionada à tecidos menos resistentes à corrente, como a pele.

MÉTODO RET: Na Tecarterapia, o Método RET é uma referência ao modo resistivo do tratamento. Neste modo, o elétrodo utilizado não é revestido e seu circuito é formado por uma placa condutora. Sua aplicação é direcionada a tecidos de maior resistência à corrente elétrica, como músculos e articulações.

NANOPARTÍCULA: É uma partícula cujo diâmetro varia entre 1 e 100 nanômetros (bilionésima parte de 1 metro). São empregadas em diferentes produtos tecnológicos de utilização no esporte, na saúde e na estética. Um exemplo de produto estético que se utiliza desta tecnologia é o Nano Contuor Slim, da Ecco’s.

OZONIOTERAPIA: É uma abordagem terapêutica que usa ozônio medicinal para os tratamentos em áreas como a odontologia, a fisioterapia e a medicina. Na estética, pode ser utilizada em tratamentos de harmonização facial, celulite, rejuvenescimento, gordura localizada, etc.

SISTEMA LINFÁTICO: É o principal sistema de defesa do organismo. Compreendido pelos capilares linfáticos, vasos linfáticos, ductos linfáticos e linfonodos, atua em conjunto ao sistema imunológico. Sendo assim, uma de suas principais funções é captar o s líquidos presentes nos tecidos e coletar as impurezas da circulação, a fim de eliminá-las. 

TECARTERAPIA: Tecnologia de métodos não invasivos que atua através de correntes elétricas de alta frequência (compreendendo as faixas de 300kHz a 1.2MHz). Seu alcance pode ser atérmico, térmico ou hipertérmico – o que possibilita uma ampla utilização – tanto em tratamentos estéticos, quanto na fisioterapia.

TECIDO ADIPOSO: É um tipo de tecido caracterizado pelo armazenamento de gordura nas células. Encontrado, principalmente, na camada abaixo da pele, sua principal função é atuar como uma reserva de energia para o corpo, além de funcionar como isolante térmico. Em quantidades maiores, pode formar a chamada “gordura localizada”.

TEWL: Transepidermal Water Loss, ou Perda Transepidérmica de Água, é o termo usado para a perda de água do interior do corpo através da pele. Uma TEWL baixa é sinônimo de um corpo saudável, enquanto que uma TEWL alta pode significar ineficácia na função de barreira cumprida pela pele.

TOXINAS: Substância venenosa produzida pelo organismo de diversos seres vivos, entre plantas, animais e bactérias. Assim, estão presentes em quase todo lugar – mas algumas são mais nocivas que outras. Em geral, absorvidas pelo sistema digestivo, se em excesso podem causar doenças e dificultar a perda de peso.

UV: É a radiação ultravioleta – dividida entre os raios UVA, UVB e UVC. Suas ondas eletromagnéticas têm comprimento de até 400nm, sendo invisíveis aos olhos. Os raios UV são altamente prejudiciais à saúde, sendo filtrados – em boa parte – pela camada de ozônio que ronda a Terra.

UVA: É uma das divisões dos raios ultravioletas – a que tem maior comprimento de ondas (de 320 à 400nm). Possui uma grande absorção na pele, chegando até a derme, e sua exposição é a mesma durante todo o dia, não tendo horários em que está mais ou menos forte.

UVB: É a parte da radiação ultravioleta cujo comprimento das ondas é compreendido entre 280nm e 320nm. Sua penetração na pele é menor – chegando apenas até a epiderme. A exposição dos raios UVB é mais forte das 9h às 15h (quando o sol está mais forte).

UVC: Da radiação Ultravioleta, são as ondas de menor comprimento (variando de 100nm a 280nm). Apesar de ser altamente prejudicial à saúde, a maior parte de suas ondas é absorvida pela camada de ozônio. Por isso, os protetores solares costumam proteger apenas dos raios UVA e UVB.

Facebook Comments