Como sabemos, o outubro rosa é dedicado à prevenção do câncer de mama e – mais recentemente, à prevenção do câncer do colo do útero também. E como a estética pode ajudar em uma questão como esta? Por meio de um procedimento cada vez mais usado: a micropigmentação de mamas.

Sabemos que, para além do desafio que é enfrentar a doença, outra questão muito importante (principalmente para as mulheres que passam pela cirurgia de reconstrução mamária) é a estética. Por isso esse procedimento tem sido cada vez mais indicado e é uma alternativa para recuperar a autoestima de homens e mulheres.

Vamos entender um pouco mais sobre o que é a micropigmentação de mamas?

O que é a micropigmentação de mamas?

Micropigmentação de mamas consiste no desenho da auréola

A micropigmentação é bem famosa na área da estética por realçar as sobrancelhas e os lábios. No entanto, ela tem ganhado cada vez mais espaço em procedimentos que visam devolver o bem-estar às mulheres ou até mesmo aos homens que passaram por uma cirurgia para a retirada das mamas e das auréolas.
Essa é uma técnica é simples, com baixos índices de complicações e ótimos resultados. A micropigmentação das mamas é uma técnica para reconstruir ou melhorar o aspecto visual da região – de forma a simular as auréolas através da micropigmentação.

Para isso, antes do procedimento há o estudo da colorimetria do tom de pele da pessoa. Se ela tiver uma das auréolas, o objetivo é que a tatuagem seja semelhante. Caso não, a análise da cor a ser utilizada é ainda mais importante – para que a expectativa da cliente seja levada em consideração e a cor ideal seja tatuada na pele.

Para tornar essa tatuagem médica ainda mais real, à técnica 3D é uma ótima aliada.

O que é a técnica 3D?

A técnica 3D torna o desenho da auréola realista

Essa técnica incide na sobreposição de luzes e sombras para tornar a micropigmentação e desenho da auréola ainda mais realista. Sua realização é feita, sobretudo, nos mamilos – para que eles sejam projetados para a frente – deixando-os próximos da aparência real.

A micropigmentação de mamas dói?

Esta técnica costuma ser indolor. Também porque as mulheres que já passaram pela cirurgia de remoção das mamas costumam ter a região menos sensível. Apesar disso, o local é anestesiado para que o procedimento ocorra da forma mais confortável possível. É comum a cliente sentir o vibrar das agulhas na região.

Como é feita a micropigmentação?

A pigmentação da mama é feita com o dermógrafo

Para realizar a pigmentação da auréola é usado o dermógrafo. Com movimentos de vai e vem das agulhas, o aparelho insere o pigmento na camada superficial da pele. As agulhas do aparelho são descartáveis em cada procedimento.

Quem pode fazer a micropigmentação de mamas?

Mulheres ou homens que removeram as mamas podem recorrer à técnica

O procedimento é indicado para mulheres ou homens que possuem alguma irregularidade ou cicatriz na auréola e mamilo após cirurgia mamária (com retirada parcial ou completa das mamas e auréolas).

Além disso, quem possui alguma necrose após cirurgia também pode recorrer à reconstrução. Aliás, essa técnica visa restaurar a auréola, mas também auxilia a camuflar cicatrizes, queimadura e desordens estéticas.

Por falar em cicatrizes, é importante ressaltar que em mamas com cicatrizes ou pessoas que realizaram radioterapia – onde há descamação da pele -, pode ser necessário o retoque após a primeira sessão para reforçar o pigmento.

Qual profissional é habilitado para realizar a micropigmentação?

Apesar de se tratar de um procedimento não invasivo e indolor, apenas alguns profissionais estão aptos a realizá-lo. Nesse sentido, é importante dizer que somente especialistas em micropigmentação e designers de sobrancelhas podem realizar a técnica.

Última etapa da reconstrução de mama

Anteriormente à micropigmentação de mamas, a mulher passou por todo um processo, desde a notícia recebida da doença, com seus medos e receios, tratamentos e até a remoção total ou parcial das mamas. Este procedimento muda a vida de muitas mulheres que lutaram pelas suas vidas e venceram o câncer de mama. A micropigmentação é a última etapa da reconstrução de mama e autoestima.

E aí, gostou de saber mais sobre esta alternativa de reconstrução das mamas? Então vamos aproveitar para lembrar da importância da prevenção. Não deixe de fazer seus exames preventivos e ficar sempre atenta às alterações.

O câncer de mama tem cura – e um diagnóstico precoce é um passo importante para isso. #secuide

Se você é profissional da estética, aqui têm outros posts que podem te  interessar.

Ah, e é claro: segue a RentalMed nas redes sociais, porque é por lá que postamos todas as novidades e promoções que acontecem por aqui.

Um beijo e até breve! 😘💙

Facebook Comments