As diferenças entre as correntes TENS e FES.

A eletroterapia é um recurso bastante utilizado na área de estética e de fisioterapia. Sua técnica consiste no uso de correntes elétricas através de eletrodos aplicados diretamente no corpo do cliente.

E existem vários tipos de correntes utilizadas em tratamentos estéticos e de reabilitação como, por exemplo, a corrente Russa, Aussie, High Volt, Australiana, Microcorrentes e muito mais!

Hoje, o Papo de Estética vai falar sobre duas dessas correntes utilizadas em eletroterapia: as correntes TENS e FES.

Vamos lá?

O que é a corrente TENS?

TENS é uma sigla que, em português, significa “Estimulação Elétrica Nervosa Transcutânea”. É uma corrente de baixa frequência utilizada, principalmente, para a analgesia.

Esta é uma corrente bifásica, balanceada (ou seja: sua intensidade é igual nas duas fases) e tem frequência variável de 1Hz a 250Hz.

O que é Corrente FES?  

FES é o nome dado para a corrente de “Estimulação Elétrica Funcional” – também uma corrente de baixa frequência utilizada, principalmente, para tratamentos que requerem contração muscular.

Assim como a corrente TENS, esta também é uma corrente bifásica. No entanto, de caráter desbalanceado (ou seja: a intensidade varia entre as fases). Sua frequência vai de 1Hz a 200Hz.

Mecanismos de ação

Frequência das correntes TENS e FES.

Uma vez que as correntes TENS e FES possuem diferentes características, também agem por diferentes mecanismos de ação.

A TENS age, principalmente, de três formas:

  • Através da teoria das comportas;
  • Por meio da liberação de endorfina; e
  • Da quebra do ciclo dor-espasmos-dor.

Já a FES age:

  • Através do aumento da circulação sanguínea local;
  • Da facilitação neuromuscular esquelética; e
  • Do aumento de tônus e força muscular.

Indicações:

Assim, suas indicações também são diferentes – tanto quando são usadas na estética, quanto na fisioterapia.

Como dissemos, a principal indicação da corrente TENS é a analgesia. Mas, além disso, ela também é indicada para:

  • Pré-procedimentos;
  • Pós-operatório;
  • Drenagem linfática;
  • Reparo tecidual.

Já a corrente FES pode ser indicada para os tratamentos de:

  • Reeducação muscular;
  • Controle neuro-motor;
  • Contração muscular; e
  • Aumento de força muscular em clientes sedentários.
Indicações das correntes TENS e FES.

Principais aparelhos

Há diversos aparelhos no mercado com as correntes TENS e FES, como eletroestimuladores ou ultrassom com terapias combinadas.

No post de hoje, vamos indicar um desses equipamentos que atuam na estética e na fisioterapia e que, inclusive, têm mais de uma versão: O Neurodyn, da Ibramed.

Neurodyn TENS e FES

Como o próprio nome já diz, o Neurodyn é um desses aparelhos que possui essas duas opções de correntes. Além disso, ele é uma boa opção por causa do baixo custo e de diferenciais como:

  • Os 02 canais de saída com controles independentes de intensidade;
  • As teclas de disparo manual de correntes;
  • Opção de uso com bateria ou com fios;
  • Além de ser um aparelho leve e portátil.

Gostou de saber das diferenças entre as correntes TENS e FES? Então não deixe de ver outros posts que podem te interessar.

Ah não se esqueça de nos acompanhar nas redes sociais porque é por lá que compartilhamos todas as novidades e promoções que acontecem por aqui!

Até a próxima!

Facebook Comments